Visitantes

24 de dezembro de 2009

Conversa com o Pai Natal

O Pai Natal existe! Mora no Pólo Norte... Fomos encontrá-lo na sua Fábrica dos Brinquedos e como somos muito curiosos, fizemos-lhe algumas perguntas…

Eco-Miúdos
- Pai Natal, obrigado por nos receber! Imaginamos que nesta altura do ano esteja muito ocupado.

Pai Natal- Sim, esta época é complicada. São tantas cartas, presentes para embrulhar…as renas para orientar…Tudo tem que estar pronto para a noite de 24! Um stress. Mas eu, no fundo, adoro isto!

Eco-Miúdos- Há quantos anos existe, Pai Natal?

Pai Natal- Há mais ou menos 2000 anos. Na primeira noite de Natal, quando o Menino Jesus nasceu e recebeu os primeiros presentes, eu estava lá. E desde aí nunca mais parei!

Eco-Miúdos- Mas sabe Pai Natal, há muitas pessoas que não acreditam na sua existência. O que pensa disso?

Pai Natal- Isso não me preocupa. Eu sou real, estou aqui a falar convosco. Existo no coração das pessoas que acreditam em mim e na imaginação das crianças.

Eco-Miúdos- O Pai Natal é imortal?

Pai Natal- Todas as criaturas mágicas são imortais. Envelhecemos, como podem ver pelas minhas barbas brancas, mas não morremos. Pelo menos enquanto houver quem acredite em nós…

Eco-Miúdos- Por que é que não conseguimos ver o Pai Natal, as renas ou os gnomos?

Pai Natal- Porque nós somos mágicos e mais rápidos do que a luz!

Eco-Miúdos - Por que é que o Pai Natal entra nas casas pela chaminé?

Pai Natal- A tradição diz que eu tenho de entrar às escondidas, sem que ninguém me veja. Bater à porta está fora de questão! A chaminé pareceu-me uma boa ideia, porque é a única abertura espaçosa numa casa fechada. As casas sem chaminé dão-me mais trabalho, mas arranjo sempre maneira de entrar: pelo exaustor da cozinha, pelo buraco da fechadura, pelas frestas da janela, pela internet, …

Eco-Miúdos- Nunca falhou um ano, confundiu uma chaminé ou trocou algum presente?

Pai Natal- Nunca! Tenho uma óptima equipa de ajudantes, aqui no Pólo Norte e está tudo bem organizado.

Eco-Miúdos- Mas nem sempre deixa tudo o que pedimos…

Pai Natal- Bom, é que eu sei o que é melhor para todos. Nunca deixo ficar coisas que os pais das crianças não aprovam ou que não dão muito jeito lá em casa, como por exemplo naves espaciais verdadeiras, castelos verdadeiros, coisas assim…ih…ih…ih…

Eco-Miúdos- Gostaria de deixar uma mensagem de Natal?

Pai Natal- Claro que sim: Não comam muitos doces! Portem-se bem. E lembrem-se sempre que os melhores presentes de Natal não custam caro, como por exemplo: amizade, partilha, gratidão, paz, compreensão…

Eco-Miúdos- Querido Pai Natal, muito obrigado, mais uma vez, por nos receber em sua casa!

Pai Natal- Ora essa… O prazer foi todo meu! Voltem sempre! Feliz Natal!

2.º C
10 de Dezembro de 2009
Enviar um comentário